Neste ano, a Campanha do Agalho, que começou em 18 de maio, chegou ao fim no dia 31 de julho. A população doou 18 mil peças de agasalhos, mantas e cobertores, todas em bom estado de aproveitamento, para aquecer o inverno dos mais necessitados. Somadas às 1.200 mantas de microfibra adquiridas pelo Município, a Campanha fechou seu balanço com 19.200 peças doadas a quem precisa.

A triagem aconteceu no Centro de Convivência do Idoso, de onde as peças eram encaminhadas semanalmente ao Fundo Social de Solidariedade. As que estavam sujas foram lavadas e as que não tinham condição de uso foram doadas para o canil municipal. Todas as peças arrecadadas foram destinadas a famílias vulneráveis atendidas nos Centros de Referência de Assistência Social (CRASs) da cidade e ao Centro POP.

Este ano a campanha aconteceu em um contexto diferente. Devido à pandemia de Covid-19, o comércio e as escolas estiveram fechados. Por isso, os pontos de arrecadação foram as Paróquias e as bases da Polícia Militar do município. “Mesmo com todo esse cenário adverso, tivemos uma boa arrecadação, pois o comércio e as escolas sempre foram grandes parceiros como pontos de doação. Então, as paróquias e as bases da PM tiveram um papel essencial para o sucesso da campanha, assim como a população, que, mesmo em casa, em isolamento social, demonstrou solidariedade levando as peças de agasalho para a campanha”, declara a secretária de Assistência Social e Cidadania e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Tatiane Cristina Pereira Guidoni Gimenez.

Quem não conseguiu fazer a sua doação dentro do período da Campanha e tem em casa alguma peça de roupa em bom estado de conservação que já não usa mais, o Fundo Social segue recebendo doações diversas, tanto de roupas e calçados, quanto de alimentos, utensílios e até móveis. “Os munícipes podem trazer as doações pessoalmente ou, caso não tenham condições de trazer, o motorista da Secretaria pode buscar”, informa o diretor do Fundo Social de Solidariedade, Marcos Favaretto.

O Fundo Social de Solidariedade está localizado à rua Auad Sader, 160, no Jardim Liberdade; e seu depósito fica à Av. Francisco de Assis Alvarenga, 465 – Shangri-lá. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3947-7374.


Fonte: Departamento de Comunicação PMS